COMPARTILHE ESTA PÁGINA: INSCREVA-SE:

Views: 21.876 leolorenzoni • OUT.21.2013




Como escolher o seu processador Intel: conheça as linhas e famílias de CPUs



Com o avanço tão constante da tecnologia, muitos usuários ficam perdidos com a quantidade de opções de configuração para computador. O processador é peça fundamental no desempenho e no preço de um novo dispositivo, mas nem todos sabem quais as diferenças entre cada um dos modelos. Existe um processador ideal para cada perfil de usuário, confira aqui um guia de como encontrar o chip Intel que atende melhor suas necessidades:

Intel Celeron

O Intel Celeron é um processador para baixo desempenho e baixo custo. Ele foi criado para atender a consumidores que tinham pretensões mais modestas para seus computadores, executando apenas o básico e sem exigir muito da máquina. Dual-core e sem grandes aprimoramentos da Intel, sua vantagem é o baixo custo e boa eficiência para quem usa o computador em suas funções mais básicas ou até mesmo para quem está entrando no mundo digital.


Intel Pentium

O Pentium é o processador mais antigo da nossa lista. Ele passou por várias atualizações e versões ao decorrer do tempo, mas ainda é comercializado como um chip semelhante ao Celeron, servindo para a entrada. Atualmente ele oferece melhor eficiência que o Celeron, mas fica abaixo de qualquer processador da linha Core.  O Pentium também é indicado para quem quer começar no mundo dos computadores ou para quem navega na internet, e faz coisas rotineiras que não precisam de um desempenho melhor. 

Intel Atom 

O processador Atom da Intel é um SoC (system-on-a-chip) desenvolvido para dispositivos ultracompactos, oferecendo um bom desempenho e baixo custo de energia. seus chips são encontrados em smartphones, tablets e híbridos, sendo o principal referencial de processador nessa linha de produtos. Recentemente a Intel lançou a atualização da linha Atom, com o Intel Atom Bay Trail. Nessa atualização, o Atom muda sua litografia de 32nm para 22nm em relação à versão anterior (Clover Trail) e ganhou dois núcleos de processamento a mais, tornando-se quad-core.

O Atom geralmente vem integrado aos dispositivos portáteis e é o mais encontrado neles, já que seu consumo de energia é muito baixo. Ele é ideal para quem preza pela portabilidade e praticidade, obtendo um ótimo desempenho sem comprometer a bateria do dispositivo.

Intel Core 

A família Core é a mais comum no mercado e a mais vendida. A linha "iX" possui três divisões e cada uma atende bem o perfil proposto: i3 para computadores simples, i5 para intermediários que exigem um pouco mais de desempenho e o i7 para computadores que exploram o máximo da tecnologia.  O i7 ainda conta com a linha Extreme Edition, que é totalmente voltado para alto desempenho e para entusiastas. 

A família Core ganhou sua quarta geração (codinome Haswell) nesse ano. Os novos processadores mantêm a eficiência da geração anterior junto com um menor consumo de energia. Conheça os modelos: 

Core i3

O i3 é o processador mais modesto da família Core. Ele possui um rendimento superior ao Celeron, Pentium e Atom, porém menos potente que os seus irmãos i5 e i7. Ele serve como um processador de entrada de uma família de ponta e é voltado para o desempenho mediano com baixo custo. Está presente no Core i3 a tecnologia Hyper-Threating que permite simular o dobro de núcleos para aumentar o desempenho de funções simultâneas. Ele vem também com o controlador de vídeo integrado Intel HD Graphics 4600 e controlador de memória DDR3 integrado.

Na quarta geração, o i3 vem com algumas novidades, como suporte às instruções AES-NI e AVX2, encaixe através do novo soquete LGA1150 para a versão de mesa e o padrão de pinagem FCBGA1168 e FCPGA946 para portáteis, ausentes nas gerações anteriores. Existe também uma importante diferença entre o processador i3 para desktop e o i3 para portáteis: o controlador PCI Express nos modelos de mesa foi para a versão 3.0, enquanto no chip para portáteis ele se mantém 2.0.

O i3 consegue realizar praticamente qualquer função que um usuário simples necessite. Se você procura por um processador com ótimo desempenho para jogos, o i3 não é sua escolha. Mas se você busca por algum que execute com qualidade e eficiência as funções cotidianas e básicas, o i3 se mostra a melhor opção custo-benefício.  

Core i5

O processador Core i5 é o intermediário entre o simples e o avançado. Ele possui características muito semelhantes ao i3, porém com melhor desempenho. Seu diferencial é na parte gráfica, onde ele consegue um maior aproveitamento graças às suas especificações. Ainda assim, seu desempenho é abaixo do topo de linha Core i7, colocando o i5 como uma boa opção para quem deseja uma experiência um pouco mais avançada, mas ainda barata.

Todos os sistemas operacionais reconhecem o Core i5 como tendo quatro núcleos. Isso porque alguns realmente possuem quatro núcleos físicos e os que possuem dois contam com a tecnologia Hyper-Threating, presente também no i3. Na sua versão da quarta geração, os chips i5 vêm com o controlador de vídeo DirectX 11.1, suporte às instruções AVX2 e - assim como o i3 - encaixa através do novo soquete LGA1150.  

Para ter certeza do bom desempenho gráfico do seu i5, certifique-se de ver qual chip gráfico vem com ele. O Iris Pro 5200 é o processador gráfico mais poderoso da Intel e já aparece em algumas versões Haswell  do Core i5. Assim, o i5 pode apresentar desempenho muito semelhante ao i3 ou muito semelhante ao i7, sendo essa variedade de opções de eficiência e preço o seu ponto forte.  

Core i7

O topo de linha dos processadores Intel é o Core i7. Ele é o chip com maior potencial de desempenho e eficiência, feito para usuários que exploram o máximo do seu computador. Indicado como processador ideal para jogos, o i7 se aproveita da tecnologia Hyper-Threading para dobrar os seus núcleos, podendo chegar até a 12 reconhecidos pelo sistema.

Outra tecnologia que altera o seu desempenho é a Intel Turbo Boost 2.0, ela é capaz de aumentar a frequência do processador para obter maior eficiência quando o computador precisar. Assim como no i3 e no i5, a geração Haswell dos processadores i7 também vem com suporte às instruções AVX2 como novidade, controlador de vídeo DirectX 11.1 e soquete LGA1150.

Uma característica exclusiva do Core i7 é a edição Extreme. Atualmente, o último chip i7 Extreme Edition lançado é o da terceira geração, Ivy Bridge-E. Apesar disso, ele tem litografia idêntica à quarta geração (22nm) e soquete LGA 2011. A linha Extreme é feita para conseguir ainda mais desempenho que o i7 tradicional, já que ela possui o clock destravado. Ela é uma boa opção para entusiastas de computadores que funcionem no máximo desempenho possível e que não vêem o preço como um grande obstáculo.